Como utilizar o jejum como dieta: 4 regras de ouro!

Quando pensamos em emagrecer, uma das coisas que nos vem à mente imediatamente é deixar de comer. Claro que usar o jejum como dieta tem implicações que podem ser graves quando não se cumprem certas regras. No entanto, o jejum pode ser usado como dieta e até mesmo como terapia.

1. Nunca jejuar mais de 3 dias seguidos.
O jejum pode ser usado como uma forma de dieta rápida mas apenas por curtos periodos de tempo. A utilização por tempo extendido poderá ter repercussões graves no nosso organismo. Acima de tudo nunca se poderá deixar de beber água. Água e outros liquidos deverão ser sempre a sua companhia durante este dias. É normal que sinta leves tonturas devidos às toxinas armazenadas no nosso corpo e que, com a falta de novas calorias ingeridas, são libertadas através da utilização da gordura armazenada. Muitas vezes há também doenças latentes que se revelam durante os jejuns. Organismos como bactérias ficam retidas na gordura armazenada até esta ser utilizada e esses organismos são libertos na corrente sanguínea. Se tiver febre, tonturas fortes ou vómitos deverá parar o jejum e dirigir-se imediatamente ao médico.

2. Nunca iniciar nem terminar um jejum abruptamente.
Fazer jejum é um processo. Deverá gradualmente, durante 3 a 5 dias ir retirando os alimentos para que não provoque nenhum choque no seu organismo. Após a duração do jejum (ver o número acima) deverá gradualmente introduzir os alimentos de forma a não causar choques fortes, diarreias e estados mais graves.

3. Não fazer exercício/esforço violento.
Não fazer esforços físicos ou exercícios violentos durante o tempo de jejum. A utilização adicional de gordura armazenada pode trazer alterações grandes no nosso corpo que podem levar a desmaios. Se vai utilizar esta forma de dieta, planeie com muito cuidado e com antecedência.

4. Ter consciência e ter reponsabilidade
Uma acção desta não pode ser feita levianamente. Tem de pensar muito bem nas suas repercussões. Deverá acima de tudo ser utilizado por pessoas que têm muito peso e que não têm uma vida muito activa fisicamente. Qualquer sintoma deverá ser comunicado imediatamente ao médico.
Normalmente poderá fazer jejuns parciais abstendo-se de alimentos mas bebendo leite, por exemplo. Se reservar dois dias não consecutivos por semana apenas para se alimentar de leite, estes sintomas são minimizados e a dieta funcionará da mesma forma. Tenha cuidado com o que vai ingerir a seguir uma vez que fica com o organismo mais permeáve e mais sujeito a absorção.

Não se será boa ideia o jejum. Eu já fiz quando tive de fazer um exame aos intestinos, nada fácil, mas adiante, e não custou muito, o pior é mesmo ver os outros a comer e nós a água ou chá...mas para emagrecer vale tudo, desde que moderadamente e correctamente!

6 comentários:

Luciana Kotaka disse...

Oi Anselmo, que bom que gostou da matéria! Espero que possa utilizá-la no seu processo de vida.
Um beijo carinhoso e uma ótima quinta.

Luciana Kotaka disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luciana Kotaka disse...

Oi Anselmo, que bom que gostou da matéria! Espero que possa utilizá-la no seu processo de vida.
Um beijo carinhoso e uma ótima quinta.

Dani disse...

Menino, que doidera isso de jejum! Fiz uma vez por mais de 24, por conta de uma cirurgia... E foi a parte mais horrível!! Nunca mais!
Beijo!

Ticiano disse...

Olá, Anselmo! Que bom que você me achou...rs. De fato, nós, homens, somos minoria nessa de reeducação alimentar, e mais minoria ainda quando o assunto é blog. Também senti falta de blogs feitos por homens. Parece até que só as mulheres têm problema de peso, não?

Já adicionei seu Blog entre meus favoritos!

Muita força e sorte em seu processo!

Abraço!

Neiva disse...

OLA ESTOU FAZENDO JEJUM HÁ 3 DIAS E SINTO-ME MUITO BEM. ESTOU REALIZANDO MELHOR MINHAS ATIVIDADES. PRETENDO CHEGAR A 5 DIAS.