Gravidez & Obesidade

O excesso de peso de uma grávida pode representar um risco para o bebé. Um estudo feito por investigadores norte-americanos sugere que as mulheres obesas que engravidam têm mais hipóteses de ter filhos com problemas congénitos. A falta de membros e corações malformados são alguns dos exemplos.
A investigação feita pelos cientistas da University of Texas (Estados Unidos) – noticiada na BBC - é considerada “a maior e mais abrangente” sobre a matéria: ao longo de um período de cinco anos foram entrevistadas mais de 15 mil mães - 10 mil que deram à luz filhos com problemas e cinco mil que tiveram crianças saudáveis. As mulheres tinham de informar aos cientistas o peso e a altura que tinham quando ficaram grávidas.

Analisadas as informações, a equipa liderada por Kim Walker constatou que sete tipos de problemas eram mais comuns em bebés de mulheres obesas. Segundo afirmou o cientista, os resultados confirmam a conexão: “O risco de ter bebés com graves problemas congénitos aumenta de 3%, no caso de mulheres de peso saudável, para 4%, entre as obesas.”

Os especialistas revelaram que alguns dos problemas detectados foram a espinha bífida (falha na formação das vértebras na coluna do feto), anormalidades genitais e de intestino, além de atrofia ou falta de dedos dos pés e das mãos, braços e pernas.
Ressalvando que a obesidade pode não ser o factor directo relacionado às malformações, os investigadores admitem ponderar ainda a interferência da dieta da mãe obesa durante o período gestacional. “Não temos uma explicação conclusiva sobre os resultados, pois precisarão de ser analisados noutro estudo”, rematou Walker.

3 comentários:

Dani disse...

É isso aí, Anselmo! Texto bem informativo e importante.
òtima semana!
Beijosssssss

disse...

Nossa Anselmo, nem sabia de tudo isso! Bjs e ótima semana.

su disse...

Ola nino...eu não sabia de nada do que explicaste detalhadamente..fico agradecida pelo texto é muito interessante..e dou graças a deus por não estar gravida como eu ja havia escrito antes....
agora é começar sem medos nem culpas :)...
quanto á situação de eu andar a comer em dobro...felizmente ja m passou essa faze...era ansiedade rsrrsrsrs
agora ca estou eu de volta ;)
beijokinhas fofas