Até a bicicleta quer descanso...


Olá a todos! Finalmente volto a dar sinais de vida... Na semana que passou tive novamente consulta no hospital sobre o peso. O maldito teima em não baixar e nem os médicos sabem porquê! Se a parte alimentar está controlada e o exercício físico também está a ser feito o peso deveria baixar. Não é que não tenha já conseguido baixar dos 100 kg, isso aconteceu no início do ano e durante o ano passado, contudo, em apenas 2 meses, o peso subiu quase 10 kg e estagnou nos 107 kg, que mantenho ainda hoje (na consulta o peso foi de 106,8 kg). Como tal estou de volta aos diários alimentares e de exercício para ver o que ainda pode ser melhorado e então aplicar alterações. 
O mais intrigante é que não houve alterações de comportamento. Já tenho marcadas análises gerais e então ai tentaremos perceber o porquê da perda de peso ser tão lenta e ter tantas oscilações. Até lá (Janeiro do próximo ano) espero perder mais umas gramas: o exercício está a ser feito e a alimentação está correcta.
Para breve, espero, terei de adquirir uma nova bicicleta estática aqui para casa. A minha já está tão usada que metade das peças já foram embora e outras deixaram de funcionar. Os pedais já não têm corrente para prender os pés, o contador de quilómetros encrava constantemente, o assento abana para todos os lados, as mudanças já não mudam mais e a caixa bonitinha exterior já não faz parte da bicicleta há anos. Por isto e muito mais acho que a dita merece um descanso. Afinal já são muitas horas de treinos em cima e mesmo que mal ainda continua de pé...
E foi isto que aconteceu de relevante nos últimos tempos. Espero que continuem firmes na luta e com melhores resultados que os meus. Como diz o velho ditado, quem espera sempre alcança, mas eu já estou um pouquinho farto de esperar, mas fazer o quê...é a vida!
Beijos e Abraços a todos!

2 comentários:

Beth disse...

Se está se alimentando corretamente e se exercitando, realmente é muito intrigante o aumento do peso e a teimosia dele em descer.
Eu dei uma boa aumentada, quando peguei bem firme de abril a julho tive progressos bacanas, aí bobeei e já 'sanfonei' pra cima de novo, e daí em diante tenho ficado semre no QUASE. Uma chatice. Mas o negócio é seguir sempre. De repente você precisa mudar o tipo de exercícios e ver se mesmo alimentando-se bem, não é preciso impor uma variedade maior, mudar alguma coisinha, tipo: o que come no lanche passa para a noite, o que come À noite passa para a tarde... Certa vez isso foi preponderante para eu ter avanços, sabe? Beijos e sucesso.

Brian L.H. disse...

Olá!
Alguma notícia?
Andas sumido.

Abraços!!!!