A Redução Mamária Masculina

Se existe uma situação desconfortável para os homens é o crescimento das glândulas mamárias, pois não querem “ter peito” como as mulheres. Segundo o cirurgião plástico Mateus Kawasaki (São Paulo, Brasil), a ala masculina recorre à ginecomastia para eliminar esse problema que, muitas vezes, ameaça a masculinidade dos rapazes. Saiba mais sobre as causas da ginecomastia e opções de cirurgia.

1. O que é ginecomastia?
É um problema que acontece com os homens quando ocorre o desenvolvimento da glândula mamária por aumento do hormônio estrogênio ou excesso de gordura localizada.

2. Qual a indicação da cirurgia?
Ela pode ser feita em rapazes que já tentaram reverter o problema com a ajuda de medicamentos e não obtiveram sucesso.

3. Como é a cirurgia para eliminar a ginecomastia?
É feita uma incisão em semicírculo na metade inferior da aréola. Nos casos em que além do aumento da glândula há excesso de pele, o corte pode ser circular, contornando toda a aréola. Ou até mesmo, nos casos mais extremos, ao redor da aréola e complementado com cicatrizes em forma de T invertido.
Quando não há necessidade de ressecção de glândula, é feita a lipoaspiração na região para remoção da gordura. Neste casos há a possibilidade de se colocar as cicatrizes, de aproximadamente 3mm, em áreas mais distantes e escondidas, sem a necessidade de cicatrizes na aréola. Há ainda a combinação da lipoaspiração associada a ressecção da glândula, nos casos em que há presença de aumento tanto da glândula como da gordura local. A cirurgia dura em torno de uma a duas horas. A anestesia é local com sedação ou geral, dependendo da extensão do tratamento.

4. Fica alguma cicatriz?
Assim como em qualquer cirurgia, há a presença de cicatrizes. Mas elas são bastante discretas, já que são pequenas e ficam restritas à aréola.

5. Como é o pós-operatório?

Logo após o procedimento, a área fica inchada e arroxeada, devido ao trauma sofrido. Por isso, é essencial o uso de uma cinta compressiva por trinta dias e submeter-se a sessões de drenagem linfática. Após dois meses da cirurgia, o paciente já pode retornar a atividade física. Vale lembrar que a prática de musculação é recomendada para melhorar o contorno peitoral.

6. Qual é o resultado?
Ele fica excelente. A região peitoral fica livre de gordura sem o volume da glândula mamária. Mas vale lembrar que o resultado final só aparece, em média, após seis meses, sendo que a partir do terceiro já é possível ter uma excelente noção de como ficará.

Sem comentários: