Em que ficamos?

"O sentimento de um magro que passa a obeso é diferente do de um obeso que sempre foi obeso!"
Quanto a mim, não sei que diferença possa existir, um magro que foi obeso passa a estar na pele daqueles que são "estigmatizados pela sociedade" e um obeso nunca deixa de o ser, nem mesmo quando deixa de ser obeso!
Se repararmos bem, encontraremos à nossa volta qualquer coisa que nos diz "só para magros", a começar pelas roupas, passando pelas portas e terminando nas cancelas giratórias que existem nos autocarros. Mas pegando na frase, não concordo com ela, e o porquê é simples, todos nós sofremos com as pressões exteriores, a única mudança "importante" é que um ex-magro passa a ser alvo das críticas que ele próprio está habituado a fazer aos outros (não generalizando). Um magro que se vê derepente obeso, é um choque, cai-lhe o "mundo aos pés", pois teve anteriormente a boa forma física estereotipada, e perdeu-a. Já um obeso que sempre o foi e luta constantemente para deixar de o ser, nunca esteve na "outra pele", sempre foi de alguma forma descriminado pela sociedade.
Ora, se um ex-magro e um obeso se sentem mal com a sua forma física, onde está a dúvida em relação aos seus sentimentos? Serão diferentes...?

Já agora...Ser ex-gordo é diferente de ser magro? Sim é! O magro é aquele que já nasceu predisposto à magreza. O ex-gordo não, é aquele que lutou e conseguiu vencer a obesidade. Para ser ex-gordo é necessário ter o desejo e a força de estar magro!

5 comentários:

resolução minha disse...

olá Anselmo! Pois eu magra, nunca fui por isso não sei o que é mas se um dia deixar de ser gorda e estiver num Imc de peso normal (isto é 65 kg.) seria um "sonho". Mas, estou a persegui-lo! Talvez lentamente (com alguns avanços e recuos, dá uma singela média de 1 kg por mês)mas penso que duradouro, e isso é o mais importante!

Ainda bem que já estás mais liberto dos trabalhos da fac.

Diverte-te nestas férias e não te esqueças que mais saboroso do que qlq sonho, filhó, bolo rei, azevia, tronco, etc... é vermos o raio da balança a descer (e esta recomendação tb é para mim, aliás, tabém funciona para me convencer a mim própria).

Bjs e Feliz Natal!

Menina Super Poderosa disse...

Passei para te dar um beijo.

Estela disse...

Olá!
Eu até concordo com a frase... poderia argumentar o meu ponto de vista...faço-o um dia num post, pode ser?...

Um beijinho!

V3rita disse...

Olá meu amigo...
ora ai está um texto muito bem formado...
é verdade, quem sempre foi gorda toda a vida, habituou-se a crescer a ouvir bocas e descriminações, mas isso torna-nos mais fortes e com outra maneira de ver a vida, eu era feliz!sério que era, o único contra era não ter roupa que me servisse...
quem ´magro e fica obeso de repente, é uma situação muito complicada, vê-se obrigado a tomar outra atitude perante a sociedade,e que muitas vezes faz com que deixem de sair de casa, de comunicar, o que ainda é pior...
mas tambem não pensem que sendo gordo e emagrecer, é optimo, porque não é!o nosso psicologico tem de estar em harmonia com o corpo, coisa que muitas das vezes não acontece, afinal de contas nunca fui magra, como reagir com corpo de magra??passas na rua, não te conhecem, se te conhecem pensam que estás doente (lol) porque estas magra e emagreces-te tao rapido...e tipo, passar na rua e passar despercebida? sem que olhem e comentem... txiii..não sei se é bom se é mau...sensação estranha essa!!!
quanto estás a pesar??
estou a espera do nosso café...um beijinho e um optimo natal...

Dani disse...

Anselmo, eu adorei esse post!!! Eu me considero uma ex gorda sim... E sei o que é lutar para emagrecer... Desejo e força são apenas mais duas coisas necessárias para a nossa conquista...
Beijo!